• Oferta da Semana 728x90

El Calafate: Minitrekking sobre o Glaciar Perito Moreno

Post atualizado em: 8/04/2016

Glaciar Perito Moreno

Para fechar com chave de ouro minha visita à Patagônia, nada melhor que um pouco de aventura. E foi caminhando sobre o Glaciar Perito Moreno que tive uma das experiências mais intensas da minha viagem! O Minitrekking consiste em aproximadamente 1 hora e meia percorrendo a superfície do Glaciar. O passeio é operado somente pela empresa Hyelo y Aventura (o escritório fica bem no início da Av. Libertador Gral. San Martín) e pode ser realizado de agosto até meados de junho, ou seja, o ano quase todo. Além do Minitrekking, há um outro chamado Big Ice, no qual a gente passa mais de 3 horas caminhando sobre o glaciar, mas infelizmente ele não estava disponível, pois só é feito de setembro até o final de abril, quando o clima é mais ameno.

A aventura não sai muito barata, mas vale a pena. Para a temporada 2015/2016, caminha sobre o Glaciar Perito Moreno custa 1200 pesos, mais 300 do transporte e mais entrada no Parque Nacional Los Glaciares, que para nós residente do Mercosul sai por 200 pesos. O total da brincadeira fica por 1700 pesos argentinos (o que na cotação agora de 10 de outubro de 2015, dá algo em torno de 680 reais). 

Trajeto Glaciar Perito Moreno

Em vermelho, o caminho que percorremos sobre o Glaciar Perito Moreno

Da mesma forma que fiz no post sobre a navegação, deixo também duas dicas importantes para o Minitrekking no Perito Moreno: 1ª) leve comida, pois ela não está inclusa no pacote. As únicas coisas que eles servem antes e depois da caminhada são água, café, chá e chocolate quente (todos grátis); 2ª) Agasalhe-se bem, mas de forma confortável. Faz frio, mas lembre-se de que você vai caminhar bastante, então as roupas não devem ser exageradamente pesadas. Usar luva é fundamental, pois em caso de escorregão a primeira coisa que a gente faz é colocar a mão no chão, daí se tiver sem luvas, há o perigo de se cortar. Não é obrigatório, mas é extremamente recomendado, que você calce botas. Elas fixarão melhor nos “crampones” que você usará para andar no gelo. Os “crampones” são peças de ferro com algumas pontas afiadas na parte de baixo que são amarradas ao sapato, substituindo a sola, para que seu pé fique “fincado” no gelo a cada pisada e evite que você escorregue!

Crampones Glaciar Perito Moreno

Os “crampones”

Assim como na Navegação Todo Glaciares, o transporte de ida e volta está incluso, em ônibus de categoria turística, pegando a gente no hotel por volta das 8 da manhã. O ônibus nos leva até o porto “Bajo de las sombras”, onde pegamos uma pequena embarcação que nos leva à beira oeste do lago, local de início da aventura. Após descer do barco, somos levados até uns pequenos chalés. Lá, temos cerca de 20 minutos para guardarmos nossos pertences, tomar alguma coisa quente e usar o banheiro. Passado esse tempo, somos divididos em 2 grupos e recebemos as primeiras instruções básicas sobre a região, o Glaciar e o Minitrekking (inglês e espanhol). 

Preparativos - Glaciar Perito Moreno

Começando o Trekking pelo Glaciar Perito Moreno

Em seguida, saímos para uma pequena caminhada de uns 20 minutos até chegarmos à beira do lago, bem próximo ao Glaciar Perito Moreno. Ali, recebemos mais algumas instruções e uma rápida aula sobre glaciologia e sobre a fauna e a flora da região. Terminada esta parte, somos divididos em grupos de 12 pessoas e partimos para a base, já ao lado do Glaciar. É hora de colocar os “crampones” nos sapatos.  Agora sim, prontos para começar a aventura!

Guia Glaciar Perito Moreno

 

Nos primeiros minutos de caminhada sobre o Glaciar Perito Moreno, a tensão inicial logo é deixada de lado. Estamos andando sobre aquela maravilha de gelo! Sério, estava me sentindo na Antártida. Hehehe! Que lugar lindo! Alguém pode pensar: mas que graça tem andar sobre gelo? Digo, é um experiência única. Não é um lugar todo branco e sem cor, pelo contrário. O que vemos são tons de azul e branco se misturando e criando paisagens espetaculares. E as formas que o gelo toma?! Cada uma mais bonita que a outra. A vista lá de cima também é maravilhosa. A natureza realmente foi generosa com aquele lugar!

Minitrekking Glaciar Perito Moreno

 

O caminhar sobre o Perito Moreno é lento e compassado. Confesso que achei que seria mais difícil. Mas, foi bem tranquilo. Subimos e descemos os pequenos montes de gelo para explorar bem aquele pedaço do Glaciar. Passamos por diversas formações de gelo: pequenos lagos congelados, fendas e galerias. Além de nos orientar, os guias vão falando sobre as formações glaciares e dando explicações sobre os fenômenos que vamos vendo no caminho. De tempos em tempos, fazemos pequenas paradas para tirar fotos e para respirar um pouquinho. Não é recomendável tirar fotos durante a caminhada para evitar acidentes.

Caminhando sobre o Glaciar Perito Moreno

 

Uma hora e meia de caminhada, estamos já quase no finzinho da jornada, mas ainda houve espaço para surpresas. Um dos guias surge escorregando sobre um tambor e depois tira gelo e água das geleiras. Do nada, aparece uma mesinha e… ops, melhor parar por aqui para não estragar a surpresa. É uma tradição não contar o que acontece nesse finalzinho para que todos que forem tenham a oportunidade de serem surpreendidos. Terminado esse momento, voltamos à base, tiramos os “crampones” e caminhamos mais uns 15 minutos pelo bosque até chegar de volta aos chalés. Vale a pena vir bem devagar nesse trecho, pois a vista de lá é maravilhosa e dá para tirar excelentes fotos! Essa viagem pelo Glaciar Perito Moreno rendeu as mais bonitas fotos que eu já fiz na vida.

Caminho Glaciar Perito Moreno

Glaciar Perito Moreno visto à distância Glaciar Perito Moreno - PanoramaGlaciar Perito Moreno - ponto finalA imponência do Glaciar Perito MorenoO Lago Argentino e o Glaciar Perito Moreno ao fundo

Chegando de volta aos chalés, temos uns quarenta minutos para comer nossos lanches, tomar um chocolate quente e usar os banheiros. Depois, é hora pegar o barco e continuar o passeio, que não acabou ainda. Na última parte, somos levados às galerias de onde podemos avistar o Glaciar Perito Moreno de longe, em especial suas famosas rupturas, que acontecem o tempo todo. Porém, demos azar nesse dia. O tempo em El Calafate estava horrível, com muita névoa e não conseguíamos ver quase nada. Era frustante ouvir o barulho das rupturas e não poder ver nada. O máximo que dava para enxergar eram as ondas formadas pelo impacto dos blocos de gelo na água. Mas isso foi o de menos, pois já tinha pisado sobre o Glaciar, visto ele de pertinho, logo não seria um pouquinho de névoa que iria fazer muita diferença.

Glaciar Perito Moreno visto da galeria

Glaciar visto da galeria no dia que fomos

Fim de tarde, hora de pegar o ônibus e voltar a El Calafate. Mais uma caminhada pelo centro da cidade e voltar ao hotel e fazer as malas, pois as férias Patagônicas acabaram. No dia seguinte, só deu tempo mesmo de pegar o shuttle e ir embora para o aeroporto e de lá partir de volta para casa. Ficou, claro, a vontade de voltar. Ainda falta muita coisa para descobrir e explorar na Patagônia.

Glaciar Perito Moreno visto de longe

Com esse relato, termino os posts sobre a Patagônia, incluindo Ushuaia e El Calafate. Espero que tenham gostado! Qualquer dúvida, use a caixa de comentário e perguntem!

About Wesley Andrade

Viajante e escritor do blog Vividas Boas. Não perde a oportunidade de entrar em um avião para conhecer mais um pedaço desse mundo tão grande nessa vida tão curta. As estórias e as dicas acabam aparecendo aqui no blog entre uma viagem e outra.

One Comment

  1. Pingback: El Calafate - a Navegação por entre os glaciares - Vividas Boas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Descubra a Europa com a Condor!