• Find-the-Perfect-Hotel 728x90

Levi’s Stadium: conhecendo a casa do San Francisco 49ers

Com a temporada de 2017 da NFL começando, chegou a hora de colocar em dia os textos sobre os jogos que tivemos a oportunidade de assistir nos estádios no ano passado. Foram apenas duas partidas, ambas na Califórnia, mas o suficiente garantir grandes emoções. A primeira foi no Levi’s Stadium, casa do San Francisco 49ers, no confronto contra o Arizona Cardinals, válido pela Semana 5 da temporada. A outra foi em Los Angeles, na partida entre Rams e Bills, mas isso conto em outro post.

Levi's Stadium

A gente chegou em San Francisco bem no dia do jogo, então só deu tempo de pegar o carro e partir para o estádio. O Levi’s Stadium não fica exatamente em San Francisco, mas em Santa Clara, a cerca de 60 quilômetros da cidade que dá nome ao time. Ingressos na mão, lá fomos nós.

Primeira dica. Chegar no estádio dos 49ers de carro é bem prático, mas tem um grande porém: estacionar. Não é nem que seja difícil encontrar alguma vaga, há bastante. O problema são os preços. É complicado encontrar algum local mais próximo da entrada que vá cobrar menos que 50-60 dólares. Se tiver disposto a andar um pouco, dá pra conseguir a 30. Nós, como chegamos bem cedo, rodamos um bocado e conseguimos achar uma vaguinha grátis em um prédio relativamente próximo ao estádio. Era nosso dia de sorte. E dá pra ir de transporte público? Até diria que dá e muita gente faz isso. Com uma hora e meia de viagem, chega-se ao estádio de trem ao custo de aproximadamente 10 dólares por pessoa.

Levi's Stadium Hino Americano

Das outras vezes que fui à uma partida da NFL, sempre foi meio corrida a chegada e tive que entrar direito para ver o jogo. Dessa vez, como chegamos bem cedo, pudemos aproveitar muito do que o espetáculo também oferece fora do campo. Tem distribuição de brindes, jogos, desafios, apresentações das cheerleaders, estandes para fotos, enfim, muita coisa legal e interessante envolvendo esse fantástico mundo do futebol americano. Segunda dica. Prestaram atenção no nome do estádio? Levi’s Stadium. O estádio leva esse nome por causa do patrocínio da famosa marca de Jeans. E adivinhe? Se você estiver usando alguma peça da Levi’s enquanto estiver no estádio, você está apto a receber vários brindes e ganhar descontos em produtos e comida. Legal, né?!

Levi's Stadium 49ers

Vai chegando a hora do início da partida e adentramos no Levi’s Stadium. Mas antes de tomar nossos assentos, uma passadinha na loja oficial para comprar alguns souvenirs. Terceira dica. As camisas oficiais dos times (jerseys) costumam ser bem caras, podendo chegar facilmente aos 200 dólares. Porém, se você não se importar em ostentar nas costas o nome de um jogador que já não está mais no time, dá para conseguir um descontão. Foi assim que comprei a minha jersey do 49ers por meros 40 dólares. E olha que tinha até de 25, mas não era a tradicionalíssima vermelha que eu tanto queria.

San Francisco 49ers jersey

O jogo já vai começar. A gente conseguiu bons ingressos dessa vez, na direção do meio do gramado, apesar de ser bem nas alturas, no setor 410. Meio alto, mas com um boa visão geral do campo e, por que não, de um bonito pôr do sol também à medida em que o dia foi escurecendo.

Levi's Stadium sunset

Como era uma tarde de quinta-feira, o estádio não estava completamente lotado, apesar de a torcida estar bem vibrante, mesmo com a temporada decepcionante que os 49ers vinham fazendo até ali. Apenas 1 vitória, contra o modesto Los Angeles Rams, em 4 jogos disputados (acabou terminando a temporada com 2 vitórias e 14 derrotas).

O jogo começou muito, mas muito lento e sonolento por parte das duas equipes. Muitos punts de lado a lado e viemos ter alguma pitada de emoção apenas no final do segundo quarto quando o San Francisco 49ers abriu o placar com um belo passe do Quaterback Blaine Gabbert para o touchdown de Jeremy Kerley. Pena que minutos depois o mesmo QB lançou uma interceptação e facilitou a próxima campanha dos Cardinals rumo ao touchdown de empate.

49ers Stadium

De volta ao segundo tempo, o Arizona Cardinals tomou conta do jogo e logo conseguiu abrir 21 x 7 no placar. O time dos 49ers até que era esforçado e tentava a recuperação, a torcida empurrando, e até teve a chance de empatar o jogo quando estava 21 x 14. Porém, mais um interceptação para cima do QB Gabbert sepultou as chances de reação do time. Daí para frente, foi só domínio dos Cardinals que, mesmo sem seu Quarterback titular, venceu os 49ers por 33 x 21.

Field 49ers game

E, mais uma vez, a sina continua e meu pé frio entrou em ação. De novo, o time que torço perde em casa. Quem sabe na próxima…

Levi's Stadium pé frio

Gostou do post e ficou interessado em Futebol Americano. Nesse texto sobre o jogo do Philadelphia Eagles que assisti em 2015, falo um pouco mais da NFL, sobre a compra de ingressos, etc. Só clicar aqui para conferir.

 

About Wesley Andrade

Viajante e escritor do blog Vividas Boas. Não perde a oportunidade de entrar em um avião para conhecer mais um pedaço desse mundo tão grande nessa vida tão curta. As estórias e as dicas acabam aparecendo aqui no blog entre uma viagem e outra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • dealform 728x90