• 1001 - 728x90

Ceará: Praia de Cumbuco e Lagoa do Banana, dois oásis perto de Fortaleza

Post atualizado em: 31/01/2016

Praia de Cumbuco

 

Localizada a cerca de 30 quilômetros de Fortaleza, Cumbuco foi a primeira praia fora dos limites urbanos que exploramos. Fomos pela manhã, cedinho e voltamos no final da tarde. Esse tempo é mais do que suficiente para aproveitar as belezas de lá.

Para quem vai de carro, como nós fomos, chegar até Cumbuco é muito fácil. Por exemplo, saindo da região de Mucuripe, basta pegar o sentido oposto da Avenida Beira Mar, rumo à Iracema e praticamente seguir reto. Como a sinalização é boa, não tem como se perder. Não há retornos a serem feitos ou entradas para se pegar. E, é claro, se você está de carro, estará auxiliado ou de um GPS ou de um mapa. Se for de carro, vá bem devagar após sair de Fortaleza. A paisagem é muito bonita e vale a pena ser contemplada. Se você estiver sem carro, há vans que fazem o transporte para Cumbuco, saindo de Fortaleza. Também há a opção de fretar um passeio. Ele é muito oferecido na região da feirinha da Beira Mar. Custa cerca de 30 reais, ida e volta.

Chegando em Cumbuco, você tem de escolher o que fazer e onde ficar. Há diversas opções de passeios, uma mais interessante que a outra, basta você encaixar o passeio no seu estilo. 

Cumbuco

O mais famoso e concorrido é o passeio de bugue pelas praias e dunas da região. Diversos bugueiros oferecem seus serviços na entrada da cidade ou na orla da praia. Uma viagem de 2 horas sai por aproximadamente 180 reais, mas o preço costuma cair após a primeira negativa do cliente. Para nós, chegaram a oferecer por 150 reais. Além de conhecer e passear nas dunas, com ou sem emoção, os bugueiros também te levam para fazer ski-bunda. Infelizmente, não pudemos ir, pois nossa filha estava com o pé imobilizado e achamos não ser muito prudente.

Se você é adepto do windsurf e do parapente, os ventos de Cumbuco são excelentes para a práticas dessas modalidades. Você encontra facilmente os profissionais que oferecem esse tipo de aventura. Basta olhar para o céu ou para o mar.

 Cumbuco
 

Na mesma vibe do bugue, mas um pouco menos radical, há também o passeio de quadriciclo pelas dunas de Cumbuco. Outras opções ainda menos radicais são o passeio de jangada, em que você embarca na orla e vai a alto-mar por cerca de 20 a 30 minutos; e passeio de cavalo pela praia, o qual eu não recomendo de jeito nenhum, pois cavalo na praia causa uma sujeira enorme, deixando o lugar feio e mal cheiroso.

Devido à nossa situação (filha com a perna imobilizada), optamos por ficar somente na beira da praia mesmo aproveitando uma boa barraca/restaurante. Aqui alerto para uma cilada que caímos. Quando você chega na cidade, vários guias se oferecem para te levar “ao melhor local de Cumbuco”, onde você vai comer super bem e se divertir bastante. Acreditamos no rapaz e deixamos ele nos guiar até o restaurante Velas de Cumbuco. O lugar é belíssimo, ligado a um resort, com uma estrutura bem chamativa a princípio. Porém as boas referências pararam por aí. Como não tínhamos ido para conhecer o Resort, optamos por ficar nas mesas do restaurante bem próximos à praia. Achamos que teríamos o mesmo tratamento que tivemos na Praia do Futuro, pois aparentemente o padrão era até superior. Porém, o atendimento não é bom. Demora uma eternidade para um garçom te atender. Além disso, eles não oferecem espreguiçadeiras gratuitas, mesmo você consumindo no restaurante. Tudo tem que ser pago à parte. Mas o pior mesmo foi a comida. Além de ser bem cara (foi o maior preço que pagamos por comida em toda nossa viagem), a comida não estava boa. A peixada que pedimos estava rala e o peixe estava com aspecto de que tinha sido pescado há duzentos anos. Um fiasco! Aí deixo a dica passada por um dos bugueiros com quem conversei: quando chegar em Cumbuco, bem na entrada principal da cidade, vire à direita e se dirija às diversas barracas que ficam na beira da praia, pois a comida é ótima e o serviço é muito bom.

 Cumbuco
 

Bem, mas como não estávamos lá para ficar reparando nas coisas ruins, deixamos isso pra lá e aproveitamos bastante as águas quentinhas da praia de Cumbuco e aquela paisagem maravilhosa.

 Cumbuco
 

Após aproveitar bastante a praia, como não queríamos mais voltar para o Velas de Cumbuco, pegamos nossas coisas e decidimos dar uma volta de carro pela região. Foi aí que descobrimos a linda e tranquila Lagoa do Banana.

 

Cumbuco

Redondezas da praia de Cumbuco

 

Lagoa do Banana

 

Ali pertinho da praia de Cumbuco, seguindo na direção das dunas, vimos uma placa indicando a Lagoa do Banana. Resolvemos entrar e ver como era o local. E não nos arrependemos. 

 Lagoa do Banana
 

Nos arredores da lagoa, além de diversas residências particulares, há dois ou três restaurantes que oferecem uma estrutura de lazer e entretenimento. Escolhemos o que fica próximo à primeira entrada da lagoa, o Restaurante Milano. 

 Lagoa do banana

O lugar é lindo e excelente para relaxar nas águas tranquilas da lagoa. Você pode ficar nas mesas que ficam na beira da água ou se aconchegar em uma das espreguiçadeiras que ficam dentro da água. Se gostar de aventura, pode dar um passeio de jet-sky ou de banana-boat. Enfim, se quiser descansar e curtir um pouco de água doce, para variar um pouco, esse é o local. Gostamos tanto que um dia antes de vir embora, voltamos lá de novo.

Por ter voltado outro dia mais cedo, posso agora falar do restaurante. Ele é excelente. Ótima comida a um preço bem justo. Comemos um peixe assado que estava um pecado de bom. Rssss

 Lagoa do Banana
  
 

Por fim, antes de ir embora para Fortaleza, vale a pena parar de novo na Praia do Cumbuco e contemplar o belíssimo pôr do sol, que é um espetáculo visto dali.

 Cumbuco

Era isso que tinha para falar sobre Cumbuco e a Lagoa do Banana. Se decidirem alugar um carro, como fizemos, sugiro uma pesquisa com a RentalCars.com. Eles fazem uma pesquisa em diversas locadoras e te trazem o melhor preço. É bem bacana. Para facilitar, segue uma caixa de reserva deles aí embaixo.

 

 

About Wesley Andrade

Viajante e escritor do blog Vividas Boas. Não perde a oportunidade de entrar em um avião para conhecer mais um pedaço desse mundo tão grande nessa vida tão curta. As estórias e as dicas acabam aparecendo aqui no blog entre uma viagem e outra.

One Comment

  1. Kevym Gomes de Souza

    Olá pode me adicionar no whats para mim dar dicas de como chegar na lagoa da banana?
    68 996024345

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Imagem 4